livros infantis preferidos dos pais - Principezinho e Adivinha quanto eu gosto de ti

Qual o teu livro infantil preferido? – Esta pergunta parece de algibeira mas, para um leitor entusiasta, nem sempre é de resposta fácil. Como identificar “O” livro? Aquele que, no meio de tantos outros que lemos e relemos, guardamos com uma estima para lá de especial? Aquele que seria o eleito, se só pudéssemos escolher um para passar à próxima geração?

Bem, claro que este último cenário não se coloca… Basta passearmo-nos pelas secções de livros infantis e logo concluímos que o difícil é escolher! Tantos, mas tantos livros, com ilustrações atrativas, com títulos sugestivos, de autores que já namoramos… Por essa razão, decidi perguntar a várias mães e pais – sem pretensão de chegar a conclusões científicas, obviamente! – qual o seu livro infantil preferido.

As respostas foram muito variadas – bom sinal! No entanto, dois livros asseguraram um lugar de destaque no pódio dos livros infantis preferidos dos pais. São eles: O Principezinho e Adivinha quanto eu gosto de ti.

 


O Principezinho

 

os livros preferidos dos pais - o principezinhoUm livro de Antoine de Saint-Exupéry que dispensa apresentações. Traduzido em cerca de 300 línguas e dialectos, com vendas anuais que ascendem os 2 milhões de cópias e com mais de 140 milhões de livros vendidos, O Principezinho é um dos grandes best-sellers mundiais. Já para não falar das citações da obra, nas quais tropeçamos diariamente em tudo o que é rede social!

Também para mim, O Principezinho tem lugar cativo. Cativou-me à primeira página, ao primeiro desenho. Se na infância era um dos meus livros preferidos, passadas três décadas só reforçou a sua posição! Tal como Ricardo Bravo afirmou em entrevista “As crianças têm a capacidade de olhar para uma fotografia e descobrir formas e histórias que um adulto não vê”, também Saint-Exupéry destaca maravilhosamente a capacidade das crianças verem para lá do que a vista dos adultos alcança. Um olhar límpido, ainda sem os filtros que a idade nos prescreve.

 


 Adivinha quanto eu gosto de ti

 

400 palavras. As suficientes para conquistar o coração de leitores de todo o mundo, de todas as idades. Este livro, com pouco mais de duas décadas, está já traduzido em 53 línguas e conta com mais de 28 milhões de unidades vendidas.

Como explicar a dimensão dos nossos sentimentos? Como medir o amor que sentimos? As 400 palavras poderiam facilmente desdobrar-se em 4000 ou, ao invés, condensar-se em apenas 40. O essencial permaneceria imutável: o amor tão grande, tão grande, que é maior do que o nosso próprio mundo. Como uma linguagem simples e honesta, Sam McBratney, com a ajuda das ilustrações de Anita Jeram, apresenta-nos uma declaração de amor imensurável entre filho e pai coelhos.

 

 


 

Outros livros infantis que…

… saíram da cartola das preferências dos pais. Todos eles – farei por isso, pelo menos! – serão apresentados com maior detalhe na rubrica Livros XXS. Uma rubrica que estreia este mês e em que semanalmente um livro infantil estará sob os nossos holofotes.

 


Um obrigada muito especial a todas as mães e pais que partilharam as suas preferências connosco! As escolhas dos filhos serão lançadas num próximo artigo 😉