decoração de quartos de bebé - Guga Mandacaru

Se o tempo voa, vamos voar com ele! É este o lema da marca portuguesa Vobba – uma marca dedicada à confeção de toucas de bebés, dos 0 aos 2 anos. É também o lema da sua fundadora e account manager Guga Mandacaru. Apaixonada pela costura e pela criação, atraída por novos projetos e adepta de um bom desafio, foi na busca de uma touca para a sua filha que acabou por identificar uma oportunidade e lançar esta marca 100% handmade. E este foi apenas um dos reflexos que o poder transformador da maternidade exerceu sobre a vida de Guga. Aos 28 anos, sente que ser Mãe a tornou uma pessoa mais forte, mais persistente e claramente mais feliz.

Fã dos dias que começam cedo e que se enchem de sol, o acordar reveste-se agora de um significado para lá de especial. É o pronúncio dos sorrisos rasgados e inesperados que se adivinham, das gargalhadas que começam bem cedinho no quarto da sua pequena Matilde, de 11 meses. O quarto que imaginou e preparou até ao mais ínfimo detalhe durante os 9 meses que antecederam a sua chegada. O Quarto XXS que carrega agora magicamente o seu mundo!

E foi com um sorriso que Guga nos recebeu e que aceitou partilhar connosco o Quarto XXS da querida Mati.
Seguro, calmo, dela.

 

Com Guga Mandacaru


 

Acho que todos os espaços da nossa casa têm uma mistura entre coisas antigas e coisas novas, coisas com história e coisas com histórias por contar. Para mim é isso que torna os espaços especiais e ao mesmo tempo muito nossos. Gosto da ideia de saber que ninguém tem uma casa igual à minha.

 

Como descreverias o quarto da Matilde em três palavras?
Seguro, calmo, dela.

Como foi o processo de planeamento e preparação deste novo espaço, desde que vos foi anunciada a gravidez e a chegada de uma menina?
O quarto foi das coisas que mais gostei de imaginar, preparar, organizar. Era um espaço em minha casa que queria que fosse à minha maneira e por isso abri muito pouco a porta até estar pronto. Comecei por pensar num tema e em cores que não só me ajudassem a mim mas, também, para evitar “presentes” que saíssem demasiado do baralho.

Quais foram as maiores inspirações?
O Pinterest foi sem dúvida o meu maior aliado em todo o processo. Onde procurei inspirações, cores, ideias…

E quais os perfis de @instagram que mais inspiraram durante este processo?
Confesso que me apoiei muito mais no Pinterest do que no Instagram, não tenho nenhuma página que me tenha marcado.

O que mais pesou na escolha da mobília e de outros elementos decorativos chave?
Acho que foi o fator “herança”! A cama de grades foi minha (e dos meus irmãos) e a cómoda também já tinha sido de um outro quarto. Duas peças importantes e que à partida já estavam definidas. Depois o segredo acho que foi começar com bastante antecedência – o que me permitiu ver muita coisa e devagarinho ir comprando uma coisa aqui e outra ali, sem pressa.

Recordas-te da primeira peça decorativa que compraste para o quarto da Matilde?
Por mais estranho que pareça, acho que a primeira coisa que comprei foi a estante que está por cima da cómoda. Não fazia ideia de nada mas como estava em saldo – e gostei tanto! – acabei por comprar a pensar “logo se vê”. Acho que fiz bem em aproveitar.

 

A poltrona de amamentação é provavelmente a peça de mobiliário mais utilizada pelas mães. Entre os inúmeros modelos e cores disponíveis, como foi feita a sua seleção?
Aqui, mais uma vez pesou o fator herança. Por isso, a única coisa que precisei foi forrar e encher a poltrona que a minha mãe tinha usado quando eu e os meus irmãos nascemos. Foi um presente especial e ainda hoje, sem amamentar, continua a ser uma peça especial no quarto da Mati.

O que vos levou a optar pelos tons brancos e cinzas?
Um dos requisitos era que o quarto fosse neutro, que desse um dia para ser dividido com um eventual irmão mas, também, que fosse calmo. Houve várias opiniões sobre a falta de cor mas eu acho que são os brinquedos e as brincadeiras que depois enchem esse espaço.

 

Para além do quarto, há algum espaço da casa que tenha sido pensado e adaptado à nova vida a três?
Antes de ela nascer não. Claro que pusemos um berço no nosso quarto durante os primeiros meses mas só o quarto dela foi realmente pensado para ela. Agora que aprendeu a gatinhar é que também tivemos de fazer algumas “limpezas” a tudo o que fica a baixo de um metro de altura 🙂

Consegues identificar pontos em comum entre o estilo decorativo adotado para o quarto e o estilo predominante da casa?
Acho que todos os espaços da nossa casa têm uma mistura entre coisas antigas e coisas novas, coisas com história e coisas com histórias por contar. Para mim é isso que torna os espaços especiais e ao mesmo tempo muito nossos. Gosto da ideia de saber que ninguém tem uma casa igual à minha.

Qual é o recanto ou pormenor decorativo de que mais te orgulhas?
Há sempre algum orgulho especial por trás daquilo que foi feito por nós. O protetor da cama de grades, o forro das almofadas no chão e, o mais importante, o mobile em cima da cama que ela adora e eu fico sempre com um sorriso cada vez que a vejo a olhar para ele!

 

Alguma compra ou decisão de que te tenhas arrependido?
Que me lembre, não.

Quais as lojas de decoração infantil e puericultura preferidas?
Acho que o IKEA tem uma oferta ótima tanto para decoração como puericultura. Os preços são acessíveis e ao escolher peças simples e básicas depois dá sempre espaço para dar o nosso toque pessoal. Confesso que também adoro todos os brinquedos que valorizam o material em madeira em vez do plástico. Para pormenores acho que se pode variar entre a Zara Home, a Flying Tiger, a Violeta Cor-de-Rosa… Para puericultura pura e dura a Bebitus já se mostrou várias vezes um bom aliado.

O quarto preparado para o nascimento da Matilde ainda dá resposta às necessidades de uma bebé de 11 meses?
O quarto continua exatamente igual, tirando claro a invasão de brinquedos que enche um bocadinho mais a estante e contribui para uma boa desarrumação ao fim de cada dia. De resto fico contente por ter um tapete grande que é muito aproveitado para boas brincadeiras.

Considerando a experiência deste último ano, quais os essenciais que aconselharias a quem está agora a preparar um quarto XXS?
Ter um espaço para trocar fraldas/roupa com um bom apoio para se ter tudo à mão – cremes, fraldas, roupa, toalhitas… – é aqui que vamos precisar de ser muito práticas e rápidas.

 


Muito obrigada Guga!

Passem em www.vobba.pt e espreitem as toucas feitas com todo o carinho, a pensar nos pequenos voadores! Podem também conhecer a coleção e os últimos modelos no Instagram e no Facebook.