Quarto de bebés gémeos - A Mariazinha

Sempre a par das novas tendências, a designer da Rosa com Canela, Rosário Rocha, partilha connosco – com um orgulho difícil de esconder – o quarto recém-redecorado dos seus três filhos: a Maria, de 4 anos, e os gémeos Manel e Teresinha, de 6 meses.

Como designer, e por insaciável prazer pessoal, adora pesquisar e saber o que de novo aparece. Adora perder-se em busca de novas ideias.  Adora navegar e inspirar-se no Pinterest. Mas por vezes [muitas vezes!] as ideias surgem quando menos espera. Por isso a pintura, a música, a cozinha, a degustação de um bom vinho, o convívio com amigos, os passeios e os longos almoços em família são momentos e são prazeres dos quais não prescinde e que a inspiram todos os dias!

A recém-chegada dos gémeos representou um grande desafio em termos de organização e redecoração dos espaços. Um desafio que não podia alegrá-la mais e que connosco partilha agora o resultado das suas duas divisões XXS: o quarto de dormir e o playroom!

 

Com Rosário Rocha


 

Gosto desta ideia de ter um espaço tranquilo e relaxado para dormir e outro para brincar, mais diversificado, onde criei espaços para eles poderem dar asas à imaginação.”

Quarto de bebés gémeos - A Mariazinha - Playroom

Preparar uma casa para a chegada de dois gémeos, tendo já uma filha, acredito que tenha sido um grande desafio! Qual foi o impacto que o nascimento do Manel e da Teresinha assumiu em termos de organização de espaço?
Para começar tivemos de mudar de casa, porque morávamos num T2. E a mudança de casa, foi por si só já um desafio…  estava grávida, já de baixa para reduzir os esforços e, logo, não  podia ser uma ajuda ativa – o que para mim é muito complicado porque não consigo estar parada. Escolhemos um T3 e, embora os quartos não sejam enormes, optámos por pôr as três crianças juntas num quarto, deixando o outro disponível para as brincadeiras. Inicialmente os bebés ficaram no nosso quarto, por uma questão prática e também para que a Maria se adaptasse ao choro dos irmãos, sem que isso perturbasse o seu sono. Aos 5 meses, já estão todos no mesmo quarto, eles nas alcofas (mas por pouco tempo) e a Maria.  

Como foi processo de reorganizar e redecorar um quarto para três?
Acima de tudo tive que ser mais rigorosa na organização dos armários e determinar espaço para a roupa de cada um. Por enquanto mantemos a mesma mobila que já tínhamos, adicionando apenas espaço para as alcofas, as quais posteriormente serão substituído pelos os berços.  Os brancos e os tons pastel usados no quarto da Maria – cinza, rosa e menta – fiz questão de manter. Transmitem serenidade e conforto, essencial para que possam fazer sestas e bons soninhos num ambiente que proporcione tranquilidade e muita calma. 

 

Como descreverias o quarto em três palavras? 
Sereno, confortável, aconchegante. 

Sentes que o teu trabalho como designerainda que não de interiores, influenciou o estilo adotado?
Sim, claramente. O meu trabalho obriga-me a estar sempre a par das tendências, implica muita pesquisa. Inevitavelmente acabo por transpor isso em casa, numa necessidade de estar sempre a mudar e a pôr coisas giras no seu interior. Trabalhar numa marca como a Rosa com Canela ajuda a ter uma visão mais ampla e a querer fazer sempre mais e melhor. 

Quais as maiores inspirações em termos decorativos?
Adoro o estilo nórdico, tudo muito simples, básico, com uma paleta de cores neutra, predominando o branco, misturado com tons pastel nos objetos. Os detalhes em madeiras auxiliam e deixam a decoração com ar confortável, clássico, mais natural. Foi isso que tentei transpor para ambos os espaços. 

 

Para além do quarto, que outros espaços da casa foram pensados e adaptados à vida familiar a cinco?
O Playroom. Gosto desta ideia de ter um espaço tranquilo e relaxado para dormir e outro para brincar, mais diversificado, onde criei espaços para eles poderem dar asas à imaginação. Agora mais a Maria, mas no futuro também os gémeos. Desta forma, também me ajuda a manter o controlo da desarrumação natural de uma casa com três crianças. Enquanto o quarto está sempre arrumado, o quarto dos brinquedos mais ou menos, ou só às vezes. É um espaço que quero que sejam eles a gerir. 

Quarto de bebés gémeos - A Mariazinha - Playroom

Qual é o recanto ou pormenor decorativo de que mais te orgulhas?
Embora adore o quarto deles, tenho imenso orgulho no playroom, dividido no espaço de leitura, na área da casinha ou das princesas. Daqui a uns tempos vou ter de ajustar algumas coisas, menos “rosinhas”, mas por agora a Maria princesa pode usufruir totalmente do espaço. 

Alguma compra ou decisão de que te tenhas arrependido?
Sou ponderada nas minhas compras, compro já com objetivo. Tenho diariamente IMENSAS ideias, quer para a casa, como para eles e tem de haver algum controlo.  

Alguma peça de mobiliário ou decorativa que tenha passado por outras gerações e que seja simbolicamente especial?
O candeeiro de teto, que já foi do meu quarto de bebé. Não tem nenhum significado em especial, mas estava guardado em casa dos meus pais, achei que era bom trazê-lo para aqui e dar-lhe uma nova vida.  

E a poltrona de amamentação. Entre os inúmeros modelos e cores disponíveis, como foi feita a sua seleção?  
Como não tinha muito espaço no quarto deles, acabei por não ter. Para amamentar os dois ao mesmo tempo era mais prático ou na minha cama ou no sofá. 

Quais as lojas de decoração infantil e puericultura preferidas
IKEA
Zara Home
Lavandiska
Little Cloud  
Rosa com Canela
 claro =) 

Considerando a tua experiência enquanto mãe de uma família numerosa, quais os conselhos que darias a quem está a agora a preparar um quarto XXS para a chegada de gémeos?
Aconselho que os espaços sejam pensados para que os bebés permaneçam quase sempre próximos, pois eles estão habituados a essa proximidade. o que na minha opinião se torna um benefício para os pais. 

 

 


Muito obrigada Rosário!